“Casacos bagagem” diminuem as despesas com excesso de bagagem

Todo mundo que viaja sabe como é difícil fazer as malas para viajar, e mais ainda organizá-las na hora de voltar para casa sem precisar pagar pelo excesso de quilos. Quem resiste às comprinhas que seeeempre ajudam a extrapolar os limites permitidos pelos órgãos que regulamentam os voos aéreos? É aí que “mora o perigo”, esses inocentes quilinhos a mais podem custar caro e fazer com que precise pagar altas taxas por eles. Pensando nesse problema que a maioria dos turistas consumidores enfrentam, o engenheiro irlandês, John Power criou a “JakToGo”, é uma espécie de casaco/colete bagagem, que pode ser carregado nas mãos ou vestido no próprio corpo para evitar as altas taxas.

Os modelos por enquanto não são nada fashion, não possuem um corte muito atraente e nem um caimento legal, mas são tantos bolsos e compartimentos que vale a pena o esforço. São cerca de 14 “buracos”, em diferentes tamanhos que permitem que sejam carregados por volta de 15 quilos de bagagem total. A novidade pode ser transportada como uma espécie de bolsa enquanto não estiver acomodando nada e quando for embarcar se transforma em casaco. Atualmente é comercializado na loja online da empresa, disponível em três modelos diferentes semelhantes a casacos, vestidos e coletes. São revestidos em lona, jeans ou couro, é vendido em libras, que equivalem entre R$230 a R$870.

Vai que essa moda pega…