Quanto mais tarde começamos a vida sexual, melhor é a vida a dois. Esta é uma das conclusões de um estudo feito pela Universidade do Texas (Austin, EUA), que acompanhou a vida de 1.659 pares de irmãos do mesmo sexo dos 16 aos 29 anos.

O estudo de longa duração tinha o objetivo de descobrir se a iniciação sexual influencia nos relacionamentos na fase adulta da vida. Os participantes que tiveram a primeira relação sexual tardia (perto dos 20 anos) tiveram menos parceiros na idade adulta – e também mais satisfação emocional e sexual com os poucos parceiros.

No entanto, outros estudos não conseguiram relacionar a instabilidade emocional de alguns participantes com a iniciação sexual precoce. Os pesquisadores detectaram apenas que aqueles que iniciaram a vida sexual mais tarde se mostraram mais seguros e decididos, menos propensos a trocar de parceiros frequentemente. Pode ser que a maturidade emocional seja atingida antes da maturidade sexual – por isso, quem começa a transar mais tarde faz escolhas mais duradouras. Mas a verdade é que o universo anda cheio de estudos – e em assuntos do coração, não há regras.