img_9878

 

Alternando entre receitas lights e receitas gordas, hoje fiz um dos meus pratos favoritos! Procurei inicialmente na GNT, mas só achei uma receita que levava leite e confesso que fiquei com nojinho. Procurei no meu e-mail se eu já havia pesquisado algo do gênero e achei esta do Gourmet a dois. Super fácil de fazer. AMEI!!!
Ingredientes:

1 xícara de arroz
1 1/2 xícara de creme de leite
1 xícara de mussarela ralada
1/2 xícara de parmesão ralado
1/2 xícara champignon fatiado
80ml vinho branco
2 colheres de sopa de manteiga
1/2 cebola picadinha
1/2 quadradinho de caldo de legumes
Noz moscada
Sal a gosto
Modo de Preparo:

Fazer o arroz como de costume. Usei o 7 grãos, da Ráris, e segui as instruções da embalagem: ferver 3 xícaras de água, adicionar 1 xícara de arroz e deixar cozinhando em fogo brando por 30 minutos, com a tampa da panela semi-aberta. Nestas 3 xícaras de água, dissolvi o caldo de legumes e este foi todo o tempero do arroz.

img_9879

Ao término dos cronometrados 30 minutos, em outra panela, refoguei a cebola na manteiga, até dourar. Acrescentei o creme de leite, o vinho e o champignon.

img_9876

Quando começar a ferver, adicione o arroz, mexendo bem para ficar uma mistura homogênea. Incorporar o parmesão aos poucos. Ralei um pouquinho de noz moscada algumas vezes, direto em cima da panela e acertei o sal (~1 colher de chá).Servir imediatamente.

De acompanhamento, servi medalhões temperados apenas com sal e pimenta do reino. Enquanto a mistura com o creme de leite não fervia, selei os 2 lados do medalhão numa frigideira bem quente, com um pouco de azeite.Ainda fiz uma adaptação de um molho à base de vinho do porto e aceto balsâmico. Havia tentado uma outra vez e não tinha dado certo. Li algumas variações na internet e fiz este da minha cabeça:

1/2 xícara de vinho do porto
1/2 xícara de aceto balsâmico
1/2 xícara de caldo de legumes (o ideal seria de carne, né, mas não tinha em casa)
1/4 xícara de creme de leite
Juntei o vinho, o aceto balsâmico e o caldo de legumes em uma panela e deixei fervendo, até reduzir. Não sei exatamente quanto tempo deixei, mas comecei a fazer enquanto refogava a cebola. Uns 20-30 minutos, talvez. Quando já estava bem cremosinho – quase uma calda – acrescentei o creme de leite e desliguei o fogo. Servi por cima do medalhão e a textura final me lembrou Teriaki. A foto não ficou boa, mas tá aqui o registro. Preciso aprender a fazer aquelas firulas com molho pra decorar os pratos.

img_9860

O almoço foi um sucesso! Todos ficaram apaixonados pelo arroz à Piamontese, e acho que o arroz 7 grãos combinou muito bem. O ponto da carne ficou bom e o molho fez mais sucesso do que eu imaginava – meu padrasto que o diga!

Rendimento do arroz: 4 porções

 

11022939_10152682416042864_856543823_n

 

Renata Novaes é bióloga. Doutoranda em pânico e levemente atrasada. Entusiasta do mundo culinário, escreve o blog Terapia Gourmet.