amsterda1

Nesse clima de copa do mundo, várias pessoas vieram para nosso Brasil e conheceram as nossas maravilhas. Mas você já parou pra pensar que nos países dessas pessoas também existem lugares LINDOS mas que para eles as paisagens já se tornaram ‘normais’?! Existem uma infinidades de lugares que nós gostaríamos de visitar, mas hoje vamos falar especialmente de Amsterdã, na Holanda.

A nossa dica é você aproveitar a primavera no hemisfério norte e desbravar a cidade que é conhecida por suas tulipas e sua grande concentração de bicicletas. Além de ter os canais mais lindos do mundo e as ruas então, nem se fala. Um passeio de barco é obrigatório se você visitar a cidade.

amsterda5 tulipas

Amsterdã é uma mistura do passado com o presente. A cidade atrai visitantes de todo o mundo e todo o tipo. Jovens que só vão por causa da liberdade ou adultos que gostam de um passeio mais cultural.

A capital holandesa divaga entre o real e o imaginário. Em alguns lugares da cidade, é impossível você não se pegar imaginando um mundo fantasioso. Isso tudo fazendo um delicioso passeio de bicicleta, ou até mesmo andando, ou em uma viagem de 2h de barco.

museu amsterda2

Após você descobrir cada pedacinho da capital, os museus são parada obrigatória no seu roteiro. Um dos mais famosos é o Rijskmuseum, que foi reinaugurado em abril depois de passar 10 anos em reformas, e abriga uma vasta coleção de obras de arte. O Museu Van Gogh, que reúne as obras do pintor e o Museu Anne Frank (que é citado no livro ‘A Culpa é das Estrelas‘) que fica na própria casa em que a garotinha e sua família se esconderam das tropas nazistas na II Guerra Mundial. Lá você pode ver cenas do filme, as escadarias, o porão e o quarto escuro. Além do museu oferecer um ‘tour’ através dos lugares em que a guerra destruiu.


parque stedelijk-museum

Se você decidiu ficar em Amsterdã por mais de um semana e está afim de procurar um local mais calmo e que você possa apreciar a natureza, Haia é o lugar perfeito. Sabe aquele típico cenário de interior? Um moinho solitário, plantações de tulipas de cores variadas, o tempo demorando a passar. É isso o que você vai encontrar.

amsterda4 moinhos zaanse schans

Você agora deve estar se pergundando como chegar lá. Aqui do Brasil saem voos diretos para a Europa a partir do Rio de Janeiro, São Paulo e Recife diretamente para Amsterdã. E se você gosta de fazer um mochilão e vai conhecer outras cidades europeias, lá de Amsterdã mesmo existem várias ferrovias que você pode chegar à Bélgica, oeste da Alemanha, interior da Holanda, além de destinos mais longe como Paris, Suíça e Londres.

“Mas como eu vou circular por lá? A cidade deve ser enorme.” Nem é. É bem pequena, tanto que com uma bicicleta ou até mesmo a pé, você consegue facilmente anda ela inteira. Se preferir, pode utilizar um bonde que anda por toda a cidade.

“Ok. Depois de andar o dia todo, onde eu vou descansar?” Essa pergunta nem merecia uma resposta por causa da grande variedade de hotéis que existem lá. Se você quiser praticidade, a área perto dos canais, da estação central ou dos bancos é uma boa. Tente evitar a área do Red Light District (lá rola altas sacanagens.. rs) Apesar de ter alguns hotéis razoáveis, o lugar não é muito seguro a noite.

“E para comer? O que eu vou comer?” Como a gastronomia holandesa não é lá grandes coisa, você encontra bons restaurantes com uma culinária de outros países, tipo: restaurante indonésio, tailandês, vietnamitas, indianos e marroquinos. Se preferir só comer alguma coisinha, você encontra várias barraquinhas de rua que oferecem o stroopwafel (um wafer gigante recheado com caramelho/mel/doce de leite) e o broodje (um sanduíche recheado de salmão defumado, rosbife e queijo). Além é claro das cervejas típicas: Amstel, Heineken, Grolsch, Hooegaarden, Palm e Duvel.

Depois disso tudo, é um ótimo lugar para se fazer uma visita né?! :D

Fonte: Por Onde Viajar